quarta-feira, 22 de setembro de 2010

[Cine Desafio] - 1º Dia | 2º Filme: Nosso Lar (Cinema)

Direção: Wagner de Assis
Produção: Iafa Britz
Atores: Renato Prieto, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Inês Vianna e Rodrigo dos Santos
Gênero: Drama
Idioma Original: Português
Duração: 105 min
Lançamento: 3 de Setembro de 2010
Orçamento: R$20 Milhões
Produção Executiva: Luiz Augusto de Queiroz e Elizabeth Marinho Dias
Roteiro: Wagner de Assis
Música: Philip Glass
Diretor de Arte: Lia Renha
Figurino: Luciana Buarque
Cinematografia: Ueli Steiger
Edição: Marcelo Moraes
Distribuição: 20th Century Fox

ELENCO
Renato Prieto .... André Luiz
Fernando Alves Pinto ... Lísias
Rosanne Mulholland ... Eloísa
Inez Vianna ... Narcisa
Rodrigo dos Santos ... Tobias
Werner Schünemann ... Emmanuel
Clemente Viscaíno ... Ministro Clarêncio
Ana Rosa ... Laura, mãe de Lísias
Othon Bastos ... Anacleto, Governador de Nosso Lar
Paulo Goulart ... Ministro Genésio
Helena Varvaki ... Zélia
Aracy Cardoso ... Dona Amélia, paciente de André Luiz
Selma Egrei ... Mãe de André Luiz
Nicola Siri ... Ernesto, atual marido de Zélia
Lisa Fávero ... Clarice, filha de André Luiz
César Cardadeiro ... Mariano aos 18 anos, filho de André Luiz
Chica Xavier ... Ismália, empregada da casa de André Luiz
Amelia Bittencourt ... Judite, tia de Lísias
Vania Veiga ... Iolanda, tia de Lísias
Aramis Trindade ... Paciente no hospital
Lu Grimaldi ... Ministra Veneranda
Ana Beatriz Correa ... Lucia, noiva de Lísias
Ana Kutner ... Assistente do Ministério do Esclarecimento
Anna Cotrim ... Mãe de Eloísa
André Luiz Miranda ... Jovem Min. Comunicação
Cristina Xavier ... Ismália aos 35 anos
Gabriel Azevedo ... André Luiz aos 20 anos
Gabriel Scheer ... André Luiz aos 10 anos
Jeniffer Oliveira ... Clarice aos 10 anos
Ana Beatriz Caruncho ... Maria Clara aos 10 anos
Pedro Lucas Lopes ... Mariano aos 10 anos
Alexandre Wacker ... Espírito do Umbral
Luciano Cazz ... Espírito do Umbral
Adriana Mattos ... Espírito do Umbral
Carlos Tenório ... Espírito do Umbral
Angela Maria Brito ... Espírito do Umbral
 
SINOPSE
Ao despertar no Mundo Espiritual, André Luiz se depara com criaturas assustadoras e sombrias vivendo, juntamente com ele, neste lugar escuro e sombrio. Além disso, ele também se assusta por perceber que apesar de ter "morrido" ele ainda continua vivo e ainda sente fome, sede, frio e outras sensações materiais.
 
Após um longo período de sofrimento ele é recolhido dessa zona de sofrimento e purgação de falhas do passado por espíritos do bem e é levado para a Colônia Espiritual Nosso Lar, de onde surge o nome do filme. A partir desse momento ele começa a conhecer melhor a vida no além-túmulo e a aprender lições e adquirir conhecimentos que mudarão completamente o seu modo de enxergar a vida.
 
Tendo então tomado consciência de que está desencarnado (morto), sente imensa vontade de voltar à Terra para visitar e rever parentes próximos de quem guarda imensa saudade. Entretanto, como narra a sinopse do site oficial do filme, isso acontece só para que ele perceba "a grande verdade - a vida continua para todos".
 
TRAILLER

COMENTÁRIOS
Ontem fui ao cinema com a Ivana assistir ao Nosso Lar e gostei. É importante quando algo nos faz repensar alguns conceitos internos.

Nós haviamos discutido antes do início da sessão. Meus sentimentos não eram os melhores quando a Luz se apagou, mas tive a oportunidade de rever alguns conceitos que sempre disse acreditar e que não tenho colocado em prática em minha vida cotidiana.

Falando sobre o filme, gosto muito quando assuntos de extrema importância, como espiritualidade, política, etc., chegam a grandes massas em linguagem simples. O cinema é uma excelente forma de atingir a um grande número de pessoas.

Em casos religiosos, independente de se acreditar ou não (e eu acredito) acho válido assistir com atenção, respeitar a crença do outro e, principalmente, pensar a respeito.

Ao nacermos somos ensinados a crer no que a nossa família crê. Logo em seguida recebemos influências culturais que podem reafirmar ou modificar essa crença. Isso se dá, ao meu ver, pela nossa capacidade de receber e assimilar informações; a chamada Consciência.

Uma das críticas mais duras que faço a mim e aos outros é relacionada à Consciência. Essa sim, ao meu ver é a verdadeira base da Fé, mas muitos insistem em apenas repetir o que houvem sem pensar, questionar, analisar e entender aquilo que repetem.

Vou usar como exemplo os Evangélicos. Não quero ser mais uma a criticar a Igreja Evangélica. Não concordo com as bases em que esta foi fundamentada, mas não posso ignorar que vem arrebatando fiéis em todas as classes sociais e níveis de escolaridade. Por essa razão acho que seus líderes deveriam ter um pouco mais de atenção ao conduzir seus fiéis.

Não é raro ouvir de um crente evangélico que "só Jesus Salva", mas até hoje não encontrei um único fiel que de fato entendesse uma frase tão repetida em sua rotina diária.

Pensem comigo: se Jesus é filho de Deus, seria coerente afirmar que, não só ele como o próprio Deus "salvam". Se nós todos somos irmãos e filhos de Deus, assim como Jesus, não seria estranho acreditar que Deus trataria seus filhos de forma desigual e enviasse seu "filho favorito" para dizer que devemos amar o próximo como a nós mesmos, como iguais? Então o que faria de Jesus tão especial? A Consciência! A Consciência de que é através do Amor, do Perdão, da Tolerância, da Solidariedade e do Bem que as almas são salvas.

Por que André Luis (personagem do filme) foi para o Umbral? Meu Mestre diz que "não interessam os problemas, interessam os sentimentos". Eu creio que tudo começa no mental humano. Se eu tenho bons pensamentos, minhas ações são coerentes a estes. Se ajo pensando no bem, meus sentimentos serão puros, ainda que eu cometa erros. Se a pessoa que recebe a ação tem bons pensamentos, ela entenderá que mesmo errando minhas intenções foram boas e não se contaminará com maus sentimentos.

Há vezes em que, mesmo inconscientemente, nos invenenamos com maus pensamentos e deixamos sentimentos negativos nos tomarem. Esses sentimentos podem ser alimentados por nós durante anos. O "estágio" representado pelo Umbral, segundo a minha interpretação, não tem a conotação de "castigo". É apenas uma formatação dos sentimentos mais densos que alimentamos em nossa vida na terra.

No momento em que André, do fundo de seu coração, suplicou por perdão ele, ainda que inconscientemente, admite que existem seres que podem ajudá-lo; entende que aquele não é o único "mundo", é apenas uma condição da qual ele quer sair; admite que tem problemas; aceita a ajuda do próximo (observem que os "seres de Luz" estendem a mão aos demais que não aceitam o auxílio porque ainda não tomaram Conciência de sua condição).

Observem tambpem que eu disse "ainda que inconscientemente". A Consciência vem aos poucos. Vem da absorção de conhecimento. É gradual lá como aqui. Por isso disse no início do post que, ainda que não acreditemos à primeira vista devemos pensar a respeito e considerar que a nossa verdade é construída com o tempo.

Ao conversarmos sobre quaisquer assunto devemos considerar que "existem 3 Verdades: a minha, a sua e a Verdade". E só tem uma forma de chegarmos à Verdade Suprema, ouvindo a verdade do outro, confrontando internamente com a nossa verdade e absorvendo aquilo que, para nós, faz sentido. Transformando "idéias" em Consciência.

1 comentários:

Kether disse...

Olá Isa!

Adorei a exposição de sua idéia sobre o tema, e por isso resolvi comentar.

Bem a pouco tempo terminei de ler o livro Nosso Lar, e infelizmente não tive tempo para ver o filme, então vou comentar pelo livro e pensamentos pessoais.

A religião é um tema complicado, mas vejo como cada um tem o seu próprio tempo, então acredito que exista a evolução pessoal e portanto existam níveis, não é possível para uma criança entender física quântica (até hoje eu não entendo), por isso ela deve percorrer todo o aprendizado.

A consciência é a herança desse aprendizado. As expiações que ainda passamos tem esse valor.

A frase "fazei o bem sem olhar a quem." com uma análise rápida se verifica nela: Ame o próximo como a ti e ainda e principalmente Não Julges o próximo.

Esses são princípios que deveriam estar enraizados em todos nós.

Bem minha amiga. Um beijo
e troféu joínha estrelado p/vc.

Alex de Barros


"Os talentosos atingem metas que ninguém mais pode atingir; os gênios atingem metas que ninguém mais pode ver." - Arthur Schopenhauer